O deputado comentou que a junção do Democratas com o PSL no primeiro momento o deixou chateado, mas agora analisando melhor, é importante que isso aconteça e que diminua o número de partidos: “não dá para ninguém trabalhar com 30 partidos e 30 lideranças”.

Acompanhe a entrevista especial com o deputado estadual, Estevam Galvão (DEM), que confirmou ser candidato à reeleição para a Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo. Mas ele ainda não decidiu se vai continuar no partido que vai ser a fusão do Democratas com o PSL, o União Brasil. “Eu já fui deputado federal, mas eu tenho convicção que sendo deputado estadual eu atendo com mais facilidade os pedidos de todos os municípios. Com essa junção do Democratas com o PSL, no primeiro momento eu fiquei chateado, mas agora a gente vai analisando aqui e ali e eu vejo que é importante que diminua o número de partidos, não dá para ninguém trabalhar com 30 partidos, 30 lideranças né?”, analisou. Estevam Galvão disse que isso não quer dizer que ele ficará no partido, pois já está recebendo algumas propostas de outras legendas, mas que é uma decisão para se pensar e analisar com calma. “Não tenho pressa para resolver esse assunto agora”.

Durante a entrevista, o deputado destacou a apresentação das emendas acolhidas na audiência pública realizada na Câmara de Mogi das Cruzes. O objetivo é garantir investimentos nas mais diversas áreas como na saúde, educação, infraestrutura urbana, esporte, cultura, segurança pública e social.

O deputado Estevam Galvão comentou também sobre o chamamento público para a contratação da equipe para o funcionamento pleno do Hospital das Clínicas de Suzano que tem previsão de abertura para o primeiro trimestre de 2022.

Para saber todos os detalhes ouça a entrevista completa.