Com a mudança da metodologia e a reconfiguração da sala de aula, alguns estão se perguntando se a adoção do aprendizado online continuará a persistir após a pandemia e como essa mudança impactaria o mercado educacional.

Seja em aplicativos, mecanismos de aulas virtuais, aparatos de videoconferência ou software de aprendizagem online, houve de fato, um aumento significativo no uso destas ferramentas após a chegada do COVID-19.

Mas vale ressaltar que mesmo antes do COVID-19, já havia a sinalização do elevado crescimento e adoção de tecnologia educacional, com investimentos globais de cerca de US$ 19 bilhões em 2019/2020 e com o mercado geral de educação online projetado para chegar a US$ 350 bilhões em 2025. Empresas fornecedoras de tecnologia e instituições de ensino, buscam no mercado mundial, a todo instante, estabelecer parcerias na aquisição e utilização das novas tecnologias.

Créditos: SHUTTERSTOCK

Enquanto alguns acreditam que a mudança rápida e não planejada para o aprendizado online, com todas as mazelas de falta de treinamento, infraestrutra, largura de banda insuficiente, etc, resultará em má experiência, outros acreditam que um novo modelo híbrido de educação está a surgir e se fixar com benefícios significativos.

Existem, no entanto, desafios a serem superados, principalmente  a questão referente aos alunos sem acesso à Internet e/ou tecnologia que lutam para participar do aprendizado digital. Para aqueles que têm acesso à tecnologia certa, há possibilidade de que o aprendizado online possa ser eficaz. Claro que a eficácia desta aprendizagem  varia entre os grupos de idade, todavia é necessário que haja  um ambiente estruturado, de fácil acesso e navegação. Devemos pensar sobre os novos ambientes para além da replicação de uma aula presencial, precisamos usar uma gama de ferramentas de colaboração e métodos de engajamento que promovam a inclusão, personalização e inteligência.

É nítido que essa pandemia perturbou totalmente um sistema educacional que muitos afirmam já estar perdendo sua relevância. A mudança para o aprendizado online pode ser vista como catalisador para criar um método novo e mais eficaz de ensino.

Créditos: Mariana Payno

Enquanto alguns se preocupam que a natureza apressada da transição online pode ter prejudicado esse objetivo, outros planejam tornar o e-learning parte de seu “novo normal”, depois de experimentar os benefícios em primeira mão.

Se as tecnologias de aprendizagem online, estão cada vez mais presentes e podem desempenhar um grande papel, cabe a todos nós explorar todo o seu potencial.