Projeto fundado há 20 anos promove curso que compartilha conhecimento sobre os direitos das mulheres. Suzano é o município precursor a realizar o curso de Promotoras Legais Populares como uma iniciativa de política pública

Direito da Mulher: As Promotoras Legais Populares (PLPs), conhecidas em diferentes países da América Latina também como “agentes multiplicadoras de cidadania”, são lideranças comunitárias que escutam, orientam, dão conselhos e auxiliam outras mulheres a ter acesso à Justiça e a outros serviços. Na região, a cidade de Suzano é pioneira em ofertar o curso que habilita mulheres se tornem Promotoras Legais Populares e hoje no Radar a diretora de Projetos Especiais, coordenadora do curso de Promotoras Legais Populares e presidente do Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres de Suzano, Dra. Sandra Lopes Nogueira, destaca as ações do município contra a violência de gênero e a promoção de conhecimento sobre os direitos das mulheres.

A coordenadora conta sobre o trabalho realizado que tem o foco no exercício da cidadania sob a perspectiva da igualdade de direitos. “Nosso papel é orientar, dá um caminho, trazer uma luz ao conhecimento”, destaca comentando sobre o curso de introdução a temas como a organização do Estado e da Justiça, Direito Constitucional, Direitos Humanos e Sistema de Proteção Internacional, Direito à Saúde, Direito Penal, Direito Civil, Direito do Trabalho, entre outros.

Inúmeras pessoas, entre elas a líder da ONG Recomeçar, Dra. Rosana Pierucetti, começou o seu trabalho em prol da comunidade no curso de Promotoras Legais Populares. A própria coordenadora, que é advogada e já atuava na área, passou pelo curso para aprimorar seus conhecimentos no assunto. “Esse tema traz esse despertar que provocou a ação. E não adianta deter conhecimento e não ter ação, sem ação não se muda a comunidade”, destaca.

Para fechar sua participação, Dra. Sandra Lopes Nogueira se habilita e convida as mulheres para entrarem em contato. “Eu não tenho garantia de que o problema será resolvido, porque o meu poder é limitado, mas eu garanto com toda certeza que o problema, reclamação e denúncia serão encaminhados para quem tem o poder de solucioná-lo”, afirma.

A Prefeitura de Suzano, por meio do Serviço de Ação Social e Projetos Especiais (Saspe), está disponibilizando todos os conteúdos do curso, que já está em andamento desde março, nas plataformas oficiais. As vídeo-aulas são liberadas semanalmente, sempre às terças-feiras, entre 17 e 18 horas, no canal oficial do Poder Executivo municipal no Youtube: “TV Prefeitura de Suzano”. Dá para acessar através do endereço eletrônico http://www.youtube.com/PrefeituraDeSuzanoOficial. E também é possível ter maiores informações pelo contato da própria advogada, pelo número de WhatsApp (11) 997629747.