Ao lado dos médicos e outros profissionais na linha de frente do combate à Covid-19, os técnicos e auxiliares de enfermagem e enfermeiros convivem com uma realidade que os coloca em situação de extrema vulnerabilidade face ao coronavírus. Dados fornecidos por secretarias de Saúde e entidades do setor apontam que desde o início da pandemia já morreram dezenas de profissionais em todo o Brasil e quase 10 mil foram afastados por suspeitas de infecção pelo coronavírus. Segundo um estudo do Conselho Nacional de Saúde, o número de profissionais do setor que serão contaminados poderá chegar a 365 mil, cerca de 10% do total do país. Acompanhe a entrevista do diretor do Sindicato dos Enfermeiros do Estado de São Paulo, Rodrigo Romão, que destaca as preocupações dos profissionais no combate à Covid-19. 

 

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

A post shared by Marilei Schiavi (@marileischiavi) on