Os bichinhos podem levar até 2 anos para se recuperar com tratamento. Quem traz o destaque é a médica veterinária, Dra. Denise Murakawa

Doença do verme do coração: conheça os sinais de alerta. Hoje quem traz o destaque sobre os cuidados com o seu Pet é a médica veterinária especialista em Cardiologia, Dra. Denise Murakawa.

Tudo começa com a picada de um mosquito. O inseto deposita os ovinhos de larvas no animal, esses vermes se integram ao tecido da pele do bichinho, e começa através da proliferação subcutânea a circular na corrente sanguínea até chegar ao coração do Pet.

“É imprescindível investir na prevenção. Essa doença tem tratamento e tem prevenção”, ressalta a veterinária que ainda explica que a medicação de vermífugos comuns não eliminam a doença do verme do coração, mas segundo ela, “alguns podem prevenir”.

A especialista explica que a doença também existe no homem. “Não é uma zoonose tão complexa no ser humano”, diz Dra. Denise Murakawa. A definição clássica de zoonoses é a de doenças que são transmitidas de animais para humanos, ou de humanos para os animais. A Organização Mundial da Saúde (OMS) define a zoonoses como “doenças ou infecções naturalmente transmissíveis entre animais vertebrados e seres humanos”.

Em sua participação especial, ela ainda tira dúvidas sobre os cuidados do dia-a-dia que tutores devem ter com o Pet, sobre alimentação, higiene e saúde. Acompanhe na íntegra para conferir as dicas especiais.