O cirurgião oncológico, Dr. Ricardo Motta, faz alertas sobre o risco da interrupção do tratamento de pessoas com câncer

Pessoas com câncer são grupo de risco da Covid-19? O cirurgião oncológico e membro titular da Sociedade Brasileira de Cancerologia, Dr. Ricardo Motta, alerta que pessoas com câncer não podem interromper o tratamento e traz as orientações sobre os cuidados que o público deve ter com a doença. O Alto Tietê chegou a 2 mil mortos e só nas últimas 24h, cinco pessoas morreram em Mogi das Cruzes, deixando todos em alerta e reforçando a importância da atenção com a Saúde preventiva. O médico faz um apelo para que os pacientes com câncer não deixem o tratamento de lado “a oncologia é emergencial e o custo oncológico aumenta quando se interrompe o tratamento, sendo o maior custo, a própria vida do paciente”. O cirurgião também destaca que o futuro é criar um medicamento que interrompa o crescimento viral. O SARS-CoV-2, entra no corpo, geralmente pelas mucosas do corpo como olhos, nariz e boca. A partir daí, o vírus é transportado pelo sangue para diversos órgãos, especialmente até os alvéolos, que são bolsas de ar localizadas nos pulmões.
O vírus pode invadir qualquer célula do corpo e se multiplicar dentro dela. Isso acontece depois que o RNA do vírus entra na célula, novas cópias são feitas e a célula é morta no processo, liberando novos vírus para infectar células vizinhas e assim sucessivamente.