A fonoaudióloga Daniela Camerieri, esclarece como é feito o atendimento ambulatorial e clínico no Hospital e Maternidade Mogi Mater

A dificuldade de engolir pode ser um sinal de disfagia. Pacientes que foram ou estão contaminados com o coronavírus estão propensos a apresentar problemas subjacentes da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), comum em pacientes com Covid-19. Conheça como é o trabalho da fonoaudiologia. Problemas como rouquidão, de fala e audição podem ser tratados com acompanhamento especializado. A fonoaudióloga e coordenadora da equipe da fonoaudiologia do Hospital e Maternidade Mogi Mater, Daniela Camerieri, destaca como realiza os atendimentos em ambulatório, além de falar da motricidade oral, uma área da fonoaudiologia relacionada a promoção, diagnóstico e tratamento relativo às funções de respiração, sucção, mastigação, deglutição e fala nos diferentes ciclos de desenvolvimento da criança. Ela alerta ainda que o tratamento precoce é necessário, portanto os pais e responsáveis devem ficar atentos “Se até um ano e meio de vida, a criança não apresentar uma evolução de vocabulário, é essencial que os pais procurem ajuda”.