Presidente da Câmara Municipal de Mogi, vereador Dr. Otto Rezende, destaca a importância da luta na Justiça dos políticos e da sociedade contra a instalação do pedágio na Mogi-Dutra

MOGI CONTRA O PEDÁGIO: Mogi das Cruzes aguarda liminar da Justiça que exige explicação da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) sobre o edital de licitação do pedágio na Mogi-Dutra. O médico imunologista e presidente da Câmara Municipal de Mogi das Cruzes, vereador Dr. Otto Rezende (PSD), traz o seu posicionamento e destaca a movimentação da cidade contra os pedágios na Mogi-Dutra e na Mogi-Bertioga.

“O Dória poderia terminar nosso rodoanel ao invés de querer instalar um pedágio”, critica o presidente que esteve com o presidente do Consórcio de Desenvolvimento do Alto Tietê (CONDEMAT) e prefeito de Suzano, Rodrigo Achiushi (PL), para unir forças com a frente que reúne as Câmaras da região.

O presidente da Casa de Leis destaca “que fazer um pedágio em Mogi seria um suicídio político para o Dória, porque a região apoiou ele na campanha para governador de São Paulo. Ele relembra que o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), a pedido do deputado federal Marco Bertaiolli (PSD) e Marcus Melo (ex-prefeito de Mogi) reduziu o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) dos alimentos que iria prejudicar os produtores rurais do cinturão verde. “Por que está desfazendo as melhorias que conquistamos na região?”, questionou.

Para completar sua participação, o vereador e presidente da Câmara incentiva ouvintes e internautas a se manifestarem contra a intenção “inviável” da Artesp, visto que sem apoio da sociedade civil os esforços das autoridades seriam em vão. “Sem a população não acontece nada. Se quisessem o pedágio, os políticos não poderiam fazer nada, mas se não querem, e nós também não queremos, vamos trabalhar!”, destaca.

Dr. Otto Rezende também explicou o projeto que pretende cortar 23 assessores da Câmara, de acordo com apontamento do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE). Acompanhe a entrevista completa.