O novo coronavírus afetou a vida de milhares de pessoas no mundo todo. Os médicos, incluindo oncologistas estão na linha de frente no combate à nova doença. O câncer é a segunda doença que mais mata no mundo e no Brasil, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), por isso, os pacientes oncológicos não conseguem aguardar em suas casas até que a pandemia vá embora. O médico cirurgião oncológico do Centro Oncológico de Mogi das Cruzes, Ricardo Motta, comenta sobre a não interrupção dos tratamentos de câncer.

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação compartilhada por Marilei Schiavi (@marileischiavi) em