A empresária, que também é diretora do Consef, esclarece a diferença entre aroma e fragrância em seu negócio que hoje emprega 210 colaboradores

Empreendedorismo feminino: importância e desafios. Com uma série de destaque à mulheres que se reinventam os negócios, o Radar Noticioso traz a empresária, diretora do Conselho Feminino Empresarial (Consef) da Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC) e diretora de eventos da Frente Empresarial de Itaquaquecetuba (FEMPI), Débora Lapique, que conta a sua trajetória, com aproximadamente 30 anos de experiência.

Ela comenta sobre a sua articulação nas pautas de consumo consciente e trabalho voluntário nos clubes de serviços. No comando da empresa, Débora fala sobre a redução do quadro de funcionários durante a crise pandêmica, mas destaca “hoje nós empregamos 210 pessoas diretamente”. A empresária também esclarece os significados de ‘aroma’ e ‘fragrância’ na indústria do cheiro. “Os aromas têm a capacidade de ativar não só nosso olfato, mas também nosso paladar. Enquanto a fragrância é a arte da perfumaria e é construída pelos perfumistas com intuito de perfumar um determinado produto”. Acompanhe