Ao falar de desigualdade salarial entre gêneros, a remuneração diferente para posições semelhantes diz respeito a homens e mulheres. O que pode acontecer por questões sociais e culturais.  O salário das mulheres corresponde a 67,92% dos homens.

A desigualdade salarial entre gêneros vai contra o artigo 7º da Constituição Federal, o qual proíbe a diferença de salários por sexo, cor, idade ou estado civil e, ainda, contra o artigo 5º da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), que garante salários iguais, sem distinção de sexo, para trabalhos de igual valor. Acompanhe na entrevista com a empreendedora Flaviane Maier, quais os desafios enfrentados cotidianamente no mercado de trabalho, pelas mulheres que buscam equidade.