Pai de irmãos mortos em incêndio é preso temporariamente em Poá
Polícia pediu prisão por causa de contradições entre depoimentos

Caso de Poá: Foi preso temporariamente Ricardo Reis de Faria e Vieira, um dos pais dos três irmãos que morreram nesta quarta-feira (17/02) depois que o quarto em que eles dormiam pegou fogo, em Poá. As três crianças tinham sido adotadas por um casal homo afetivo que se separou recentemente e a guarda era compartilhada.

No momento do incêndio, Gabriel Reis de Faria e Vieira, de 9 anos; Fernanda Verônica Reis de Faria e Vieira, de 14 anos, e Lorenzo Reis de Faria e Vieira, de 2 anos, estavam no mesmo quarto, na casa de Ricardo. Segundo a Polícia, havia grades na janela e a porta estava trancada. As três vítimas foram encontradas carbonizadas.

Segundo o delegado seccional de Mogi das Cruzes e da região do Alto Tietê, Dr. Jair Barbosa Ortiz, a morte das crianças deixa a comunidade chocada mas a Polícia está investigando todos os detalhes do incêndio principalmente sobre a relação do casal que estava tendo problemas depois da separação.

Outro assunto em destaque é que a Justiça decretou a prisão temporária de uma mulher e três homens pela suposta participação no cárcere, sequestro e desaparecimento de Nataly Lily. A transexual de 23 anos foi vista pela última vez no dia 12 de dezembro de 2020. Nataly e uma amiga foram contratadas por um casal para um programa sexual. Elas foram levadas até um sítio próximo à Avenida das Orquídeas, entre Mogi das Cruzes e Suzano. Os quatro suspeitos estão foragidos e também respondem pela tentativa de homicídio da amiga de Nataly que foi ferida. Acompanhe