Hoje, dia 12 de janeiro completa um mês do desaparecimento de Nataly Lily. Família convoca população para ato em frente a delegacia de homicídios de Mogi

Arquivo Pessoal

Mulher transexual negra que desapareceu após, segundo o pai da vítima, Nelson Carvalho Domingos, dizer que a filha foi contratada para um programa sexual com a amiga, também transexual. De acordo com o boletim de ocorrência, Nataly e sua amiga  foram baleadas após Nataly ser acusada por um dos homens de ter agredido um familiar dele. Mesmo ferida, a amiga conseguiu deixar o local onde aconteceria o programa (próximo da avenida das orquídeas em Mogi das Cruzes) e pedir ajuda. Ela então foi socorrida e encaminhada ao Hospital Luzia de Pinho Melo. Após 30 dias sem saber sobre o paradeiro de nataly, a família convoca um ato hoje às 15h00 em frente a delegacia de homicídios de mogi das cruzes, na rua manoel joaquim barbosa, nº 115 na vila vitória.