O momento pandêmico alterou e ressignificou os ambientes educacionais. Novas formas e perspectivas para educação foram pensadas, planejadas e, por muitas instituições, já colocadas em prática.

O tempo urge e o processo de ensino aprendizagem deve ser analisado e avaliado constantemente, o fluxo educacional não pode parar, pois a formação é a base para o desenvolvimento social.

Alterações na metodologia, no papel do professor, do aluno e o apoio da gestão no processo, foram e serão, objetos constantes de apreciação e foco por parte de todos que habitam e orbitam a educação.

Há tempo algumas instituições e programas de educação vêm discutindo e vislumbrando a realidade educacional. Quando da chegada da pandemia, estas discussões se intensificaram, e a grande maioria das instituições e centros de pesquisa em educação, ampliaram o debate. É na esteira desta profícua reflexão, que gestores e docentes traduzem e planejam suas operações.

Estamos num momento pandêmico, o que conturba a Educação há mais de um ano, e algumas instituições ainda tardam em discutir, pensar e planejar este novo cenário, mas antes tarde do que nunca, pois professores e alunos sempre estão à espera de uma melhor condução.