Rede Estadual de Ensino enfrenta dificuldades no retorno das aulas em formato híbrido, quem destaca é a consultora em Educação, Rosania Morales Morroni

ALERTA DA EDUCAÇÃO: Dossiê mostra falta de diretor, internet e merendeira em escolas. Governo do Estado afirma que busca soluções para queixas. O secretário de Estado da Educação, Rossieli Soares, esteve na região do Alto Tietê e garantiu apoio às escolas estaduais. As escolas do Estado enfrentam dificuldades, inclusive com a greve de professores: cerca de 20% dos educadores que atuam na rede estadual se recusam a voltar para as salas de aula temendo o contágio pelo vírus da Covid-19. Quem traz os destaques sobre o cenário da Educação pública e privada na região é a consultora em Educação, Rosania Morales Morroni. A segunda-feira (08/02) foi marcada pela volta às aulas presenciais em parte das escolas do Alto Tietê com o retorno das atividades com a ocupação permitida de 35%. Além disso essa fase exigiu muito planejamento de toda a comunidade escolar, mas mesmo assim existe a falta de merenda e outros problemas infra estruturais que tem causado o desgaste de professores e alunos. Na maior parte das escolas, tanto públicas quanto privadas, as aulas continuam online para aqueles que ainda não se sentem seguros para voltar para as salas de aula.