Com a maior participação de negros da história, a edição de 2021 do BBB gera polêmicas

Polêmicas raciais: representatividade negra, racismo e a rejeição da artista Karol Konká em rede nacional. Com o maior número de participantes negros e pardos, a edição 2021 do Big Brother Brasil (BBB) é histórica, e mesmo quem não assiste acompanha a grande discussão sobre intolerância do reality.

Quem traz o destaque é a advogada especialista em Processo Civil, Dra. Ada Cristina Costa. No BBB comportamentos tóxicos e até racistas foram demonstrados por integrantes negros, duramente criticados nas redes sociais. A grande expectativa do público para a edição, com maior número de negros da história, se transformou em frustração em pouco menos de duas semanas. O elenco preto protagonizou discussões sensíveis e fez o país refletir sobre a história do Brasil e sua composição étnica. Acompanhe